domingo, 25 de janeiro de 2009

Primeiro Ranking , Fafe (parte 1); Nova época, novas resoluções (parte 2)

Ontem realizou-se o primeiro Ranking de clássicas e latinas em Fafe. A escola contou apenas com a participação de um par, o Tiago e a Raquel. A decisão de quem participaria, como sabem, não ficou nem nunca fica a cargo dos dançarinos. Assim como um treinador de futebol convoca para os jogos apenas os que treinaram (não gosto muito de ir sempre parar ao mesmo exemplo de desporto, mas enfim...), nesta modalidade competitiva, como em todas as outras, e em todas as escolas, os professores decidem quem está preparado para competir. Não faz sentido um par ir competir de ânimo leve, sem ter a certeza de que tem algo mais para mostrar: trabalho, evolução.
É verdade que o primeiro Ranking é uma óptima competição para todos participarem: vêm menos pares, conseguem-se pontos, a maioria está a estrear-se num novo escalão, logo têm menos confiança. Mas se, por exemplo, o Ricardo e a Helena fossem competir, fazer a mesma coisa que fizeram nas últimas competições do ano sem mostrar evolução, vos garanto que isso ia minar o início de uma nova época para eles, deixando os júris convencidos de que era mais do mesmo. A partir daí, ser valorizado mesmo quando já mostramos evolução, torna-se mais complicado.

Estivemos todos envolvidos num trabalho intenso para o espectáculo. Valeu a pena, penso que não deverá haver dúvidas.
No caso do Tiago e da Raquel, uma coisa é certa: não faltaram a um único treino. Fizeram as suas coreografias de intermédios dezenas e dezenas de vezes. Nós, professores, vimos as cinco danças de trás para a frente. Sabíamos exactamente o que eles iam fazer para o campeonato.
Assim, não defraudando as expectativas, eles tiveram uma brilhante prestação. Foi a melhor de sempre. Ambos mostraram grande evolução ao nível técnico e de expressão. Uma grande desenvoltura em pista, melhor postura, boas colocações. Na nossa opinião, mereciam o primeiro lugar de forma mais notória em duas danças. De resto, é verdade que têm boa concorrência, o que é sempre bom para puxar pelo trabalho e evolução. Ficaram em 2º lugar. Muitos Parabéns!

Este modo mais alongado com que decidi escrever o primeiro relatório de campeonato do ano tem que ver com o esclarecimento de questões fundamentais para o bom funcionamento da escola e para o bom relacionamento entre todos. Para uma boa época 2009!

Em primeiro lugar, é muito importante que os alunos sejam sempre sinceros e exponham as suas dúvidas, conversem, perguntem, manifestem o descontentamento que possam ter seja com o que for. Já mais do que um aluno o fez, e o balanço é positivo: é sempre possível mudar, melhorar, procurar alternativas para as mais diversas situações. Por isso, e porque sabemos que acima de tudo estão as relações humanas ( o mais difícil e o mais importante da vida!), nunca fiquem a matutar em ideia nenhuma. Falem connosco (parece um slogan publicitário).

Em segundo lugar, e indo de encontro à explicação que acabei de fazer sobre a selecção de pares para os campeonatos, é fundamental que tenham plena consciência dos nossos critérios para essa decisão e do modo como trabalhamos nas aulas. Há uma relação entre o trabalho que os alunos fazem e a forma como os professores trabalham com eles: se, numa aula, é feita uma correcção a um par que na aula seguinte não está resolvida, ou seja, que não foi trabalhada, o mais provável é termos que insistir na mesma coisa. Não podemos avançar. Um par que trabalhe sempre e mostre sempre evolução, cria de imediato condições para trabalharmos mais com ele. E para ir competir, obviamente.
Em todo o caso, poderão falar com colegas vossos que experimentaram outras escolas. As condições de trabalho e atenção que vocês têm nas aulas são muito boas. Perguntem a quem experimentou fora e voltou. Têm dois professores para um máximo de 5, 6 pares. Têm treinos acompanhados. Estamos sempre a ver-vos pelo canto do olho. Levamos coreografias para aulas de grupo. Muitos só fazem esse trabalho em aulas particulares.
Isto será para vos incentivar a fazer o que, de resto, só vos compete a vocês. O treino de todos os pares da escola pode ser mais rentabilizado, com mais concentração e menos intervalos para descontrair. Podem passar mais tempo numa batalha com o espelho. Só deveriam virar-lhe costas quando gostarem do que virem. E para gostarem ou não do que vêm têm que ter referências, memória visual daquilo que está bem feito. Vejam vídeos (o youtube é sempre um aliado) e estejam atentos nas competições. Aproveitem os momentos mortos para ver a dança dos vossos colegas, de qualquer escalão, de qualquer categoria. Aprende-se mesmo muito a ver.

Desejo a todos uma óptima época 2009, uma excelente preparação para as competições e que possamos sempre fazer espectáculos como o Fever, tão elogiado por todos. Não se esqueçam que o trabalho para espectáculos é mais motivante, mais diversificado, mais divertido. Mas nunca poderiam fazer o que fizeram se não trabalhassem num contexto competitivo, que vos ajuda a evoluir e vos obriga a andar para a frente.

Beijinhos a todos

Aqui ficam os momentos de ontem:

















3 comentários:

J* disse...

nao desvalorizando a raquel, que ta muito gira no vestido novo, tenho a dizer que o tiago está um pito!



:P

(raio de comentário)

pró proximo tou la ;)


baci*

Ana Oliveira disse...

Caramba, Ju, concordo: o Tiaguinho está a ficar um homem charmoso ; )

Já devias ter estado neste, mas eu perdoo porque vocês esforçaram-se para participar no espectáculo. Para o próximo vamos todos ; )

Rosa disse...

Parabéns ao único par que competiu, pois estão a trabalhar imenso, com muito empenho e dedicação. o resultado está a vista... continuem assim...